segunda-feira, 24 de novembro de 2008

ABC - Como fazer mudas de plantas em saquinhos



DICAS PRÁTICAS DE FÁCIL EN
TENDIMENTO

Jatobá - 14.12.08
Muda de jatobazeiro com 35 dias, em 14.12.2008

Muda de jatobazeiro com 28 dias

Autor: João Cruzué*

Esta é a terceira vez que deixo meus conhecimentos agrícolas à disposição de quem anda procurando algum texto sobre o assunto, mas não encontra um lugar sequer que ensine a prática disso. Em textos do mesmo assunto, abaixo, neste blog, menciono outras maneiras mais técnicas e científicas como: produzir mudas a partir de estacas da própria planta com o auxílio de "auxima" indutora de raízes, tais como Ácido Indol-acético ou Ácido Indol-butírico. E o top dos método que é a produção de mudas a partir da clonagem de meristemas em pequenos aboratóriosesterilizados. Todavia, vamos tratar aqui apenas da maneira artesanal de fazer mudas, usando sementes e saquinhos de polietilieno. E desta vez, vou deixar o texto mais enxuto, na forma de um roteiro, que pode ser complementado pela leitura do post imediatamente abaixo.

----------------------
FERRAMENTAS
----------------------
1) Enxada com o cabo.

2) Pá com o cabo.

3) Peneira de arame de crivo médio.

4) Dois baldes de plástico 10L

5) Duas garrafas* PETs de refigerantes (2L) ou de bebida láctea (1L);

6)
Um carrinho de pedreiro

7) Regador de plástico

8) Duas colheres: uma de sopa e outra de chá.

----------------------
EMBALAGENS
----------------------

8) Um kg de saquinos de polietileno adquiridos em casas agrícolas

a - 15cm altura x 7cm diâmetro, para plantas pequenas: maracujás, citrus
b - 15cm altura x 10cm diâmetro para mangueiras, flamboyants
c - 20 a 25cm altura x 10cm diâmetro para jatobás, abacateiros...


9) Uma lona plástica de uns 2m x 2m

----------------------
ADUBOS
----------------------

9) Um saco de cal comum de pintar parede

10) Um kg de adubo químico 04.14.08

----------------------
SUBSTRATOS
----------------------

11) Um carrinho de pedreiro com terra vermelha de barranco(argila)

12) Um carrinho de areia média de construção

13) um carrinho com terra vegetal ou esterco (seco) de bois

----------------------
PRIMEIRA ETAPA
----------------------

A - Misturar os três substratos.

B - Peneire a mistura e depois a espalhe sobre a lona plástica e deixe por uns 04 dias em sol bem quente para esterilização.

----------------------
SEGUNDA ETAPA
----------------------

C - Junte a mistura em um monte e abra uma cratera grande. Sobre a lona ou em outro espaço limpo ou acimentado.

D - Encha 03 baldes de água limpa. Na água de cada balde coloque duas colheres de sopa, bem cheias, com cal de parede. A medida de água é suficiente para umedecer a misturar sem transformá-la em barro.

E - Despeje a água dos três baldes na cratera do monte da mistura sem deixar a água vazar.

F - Com a pá ou a enxada vá colocando a terra da mistura dentro da cratera cheia de água. Por fim sem entornar a água mistura toda terra com a água como se fosse uma massa de pedreiro.

Explicação: depois que a terra foi esterilizada no sol ela perdeu vida. Ao juntar a terra misturada com água, a vida vai retornar aos poucos.

G - Deixa a mistura coberta com a lona uns dois dias.

----------------------
TERCEIRA ETAPA
----------------------

H - leve a mistura umedecida e já quase seca para um lugar sombreado, aonde você vai encher os saquinhos de polietileno com a terra.

I - Encha a garrafa pet cortada ao meio com terra. Abra a boca do saquinho. Coloque o bico da garrafa Pet dentro dele. Encha com apenas um terço dele.

J - Verifique se a Garrafa PET não está grande demais. Ou se o bico está muito estreito. Faça a adequação. Alternativas: Se não gostar da garrafa, mande cortar um pedaço de cano de PVC de duas polegadas de diâmetro e 25cm de comprimento. Ele é adequado para o saquinho de cafeeiro. Tem uma terceira opção, excelente: Use uma PET de bebida láctea (yogurte) de um litro. Basta cortar o fundo; ela é de material muito rijo.

L - Sobre a terra (1/3) colocada no saquinho, ponha uma colher de chá de adubo 04-14-08.

M - Adicione mais um terço de terra.

N - Sobre a terra (2/3) do saquinho coloque duas sementes.

O - Sementes pequenas vão precisar de uma cobertura de um 0,5cm de terra por cima; Exemplo: sementes de verduras, legumes e eucalipto.

P - Sementes de tamanho médio, podem ficar debaixo de 1cm de terra.

Q - Sementes muito grandes (tamanho semente de mangueira) debaixo de dois a três cm.

Detalhe: Se ouver informações científicas, usá-las, no que diz respeito à profundidade de colocação das sementes.
R - Coloque os saquinhos todos juntos e já semeados em lugar escuro ou coberto. A germinação se processa melhor em ausência de Luz. Ex.: O eucalipto se sofrer a luz não nasce.

S - Levar os saquinhos para um lugar onde não sofram ação de dos animais domésticos.

Mudas Maracujá 14.12.08
Mudas de maracujazeiro, variedade azedo da casca roxa

----------------------
IRRIGAÇÃO
----------------------

T - Deixe claros entre os saquinhos para despejar a água da irrigação para que ela molhe a terra de baixo para cima. No primeiro dia da semeadura pode usar o regador para mollhar de cima para baixo.

U - Sementes não nascem no barro. A terra do saquinho não deve estar nem seca nem barrenta.

V - As mudinhas, uma vez germinadas devem sair da cobertura ou do escuro, sem pegar o sol forte da tarde.

X - Se possível não molhar as folhas das mudas. A água costuma levar embora os minerais. Não descuide um dia sequer da questão irrigação. Você pode perder todo um trabalho se esquecer de irrigar por apenas alguns dias.

---------------------------
PLANTIO DEFINITIVO
---------------------------

Z - Normalmente o saquinho de polietileno próprio para cafeeiro(15cm x 7cm) é adequado para mudas com até 15 a 20cm de altura. Se a espécie a ser plantada é uma árvore silvestre, talvez em um segunda semeadura devesse usar uma embalagem de semeadura um pouco maior.

Nota: O Autor é contador público do Município de São Paulo, criado até os 18 anos em sítio da Região Mineira do Vale do Rio Doce, entre as cidades de Caratinga e Governador Valadares.

Sobre o mesmo assunto, de forma mais explicada, neste mesmo blog, abaixo deste post. Clique em
www.eco-view.blogspot.com e depois desça com o mouse até os outros posts
cruzue@gmail.com


Suplemento: Como colocar cabo de madeira na enxada.

Ou matutamente dizendo: como encavar a enxada.

1) Descubra o pé do cabo de madeira(a parte mais larga).

2) Com uma régua ou lápis ou no olho mesmo, marque exatamente a linha do diâmetro em sua base. Seria redundante dizer "meio da base" porque o diâmetro é só no meio.

3)Risque a partir das bordas do diâmetro, uma linha que avance por uns 10cm pelo cabo acima. Ela vai servir de guia para o corte.

4)Use um serrote comum de carpinteiro para fazer este corte. Com bastante cuidado deixe um corte longitudinal, de 10 cm a partir do pé (base do cabo). Se possível com uma abertura de 2 a 3mm.

5) Faça a cunha de madeira. Serre um pedaço de ripa com uns 15cm de comprimento. Com alguma ferramenta de corte, deixe exatamente com a forma de uma cunha. Sua largura deve ser a mes do diâmetro do cabo da enxada.

6) Coloque a enxada no cabo. Com uma sobra de 1,5cm. Ou seja, posição 1,5 acima da base do cabo. Deite a enxada no cabo, isto é, não a deixe nem perpendicular nem na diagonal. qualquer coisa em torno de 60 a 70º. A maneira mais prática de tirar a prova é: Com o corpo ligeiramente dobrado e simulando trabalhar com a ferramenta, busque uma altura para a enxada para que ela não seja prejudicial à coluna vertebral do usuário.

7) Tendo encontrado a inclinação correta da enxada, e cuidando para que ela esteja com uma sobra na base do cabo de 1,5cm, introduza a cunha no vão do cabo, com a ponta ligeiramente inclinada para cima. Dê umas pequenas batidas nesta cunha com um martelo, ou uma marreta. Se ela estiver muito grossa, é bom fazer o desbaste. A parte mais grossa dela (o pé) não pode ser mais que o dobro ou um pouquinho mais, que o vão por onde ela vai entrar para fixar a enxada.

8) Tendo iniciado a colocação da cunha, verifique de novo a inclinação, pois há uma tendência natural à perpendicularização. Ajuste a inclinação através desta ação: desbaste de 02 a 03 mm com uma faca o lado superior da ponta do cabo - onde vai encaixar a enxada. Isto é que vai proporcionar a inclinação, de outra forma aenxada vai ficar muito "em pé". Para os mais técnicos estou falando do ângulo entre o corte da enxada e seu cabo. Em condições normais (sem o desbaste) a tendência é que ele fique com 90º. Eu nunca medi tal inclinação, mas a posição de inclinação ideal é aquela que você não precisa dobrar demais a coluna cervical para fazer suas carpinas.

Concinuando. Depois de ter feito o desbaste e iniciado o processo de encavação, se não tiver nem martelo, nem marreta, nem coisa alguma, comece a bater, de leve, a estremidade da cunha no próprio chão, ou em uma superfície bem dura. Sempre cuidando para que a ponta da cunha entre com uma pequena inclinação(diagonal) para cima, e não de forma reta.

9) Estando tudo certo com os ângulos de inclinação da enxada e da cunha, agora pode bater mais forte. Mas sem força excessiva.

10) Quando a enxada estiver firme no cabo, serre a parte da cunha que sobrou. O segredo de enxada bem fixada está na cunha. Cunhas muito grossas, podem quebrar a ponta do cabo. Cunhas muito finas vão deixar a enxada solta no cabo. A madeira da cunha deve ser, no mínimo, mas dura e durável que a do cabo. Quando ainda existiam, as cunhas de peroba rosa ou de ipê amarelo eram as melhores.

Conclusão:
émais fácil colocar um cabo na enxada, do que descrever o ato de encavar. Para finalizar, uma enxada deve ser encavada com um ângulo agudo, para auxiliar a coluna do usuário. E quanto ao enxadão, deve ser encavado exatamente a quase 90º, ou seja, sem inclinação alguma.

.É isto.

cruzue@gmail.com


.
.

3 comentários:

Camila De Souza Alexandre disse...

.

Lembra de mim? Sou a Camila que te pediu ajuda ano passado com algumas informações para escrever um artigo científico. Como vocês está? me desculpe por ter sumido assim. Ah, depois de um ano, eu e meus amigos estamos levando à frente a idéia de construir na faculdade o horto estufa. Sei que prometi te enviar o artigo que escrevi assim como o Projeto do Horto Estufa e não cumpri,mas vou ver se faço isso. Iremos acredito eu, fazer algumas modificações no Projeto já que quando colocamos em prática muitas coisas que antes prevíamos acaba mudando. Com o evoluir da construção da estufa irei tirar fotos e prometo que lhe enviarei para vc aconpanhar nosso trabalho. Você é uma das pessoas com quem faço questão de partilhar minhas realizações já que esteve sempre de braços abertos para me ajudar neste trabalho. Até outro momento.

Camila De Souza Alexandre

Hideste disse...

Olá !
Procurava orientação sobre cabo de enxada e vi seus comentários sobre mudas em saquinhos. Muito bacana, gostei. Parabéns pelo trabalho. Adoro fazer mudas no meu apartamento, depois de crescidas saio procurando um lar para as mesmas.
Um abraço,

Estêvão

Terabyte disse...

muito interessante gosteii